Wymored Login

mapa falado individual para a jornada para a autonomia.

10 de agosto de 2019 por Alexandre Miguel de Andrade Souza

uma abordagem individual

Essa versão do mapa falado é referente ao primeiro passo da trajetória para autonomia. O mapa de uma região é o conjunto de mapas individuais (no início apenas amostral)

O mapa falado individual busca entender os processos (por meio de sua história) que o conduziram à vulnerabilidade. Ao termos como indicador a redução do número de pessoas na faixa de vulnerabilidade, devemos entender as circunstâncias dessa vulnerabilidade para traçar estratégias para caminhar para fora dessas condições.

As perguntas propostas seriam: 0) Identificação: cpf e nome

1) Nos conte sua história de vida até hoje. Lugar onde nasceu (já temos) , onde e quando morou, estudou, e com quem. Queremos que nos conte também fatos marcantes da sua vida, se sofreu ou agiu com violência, porque veio/está morando aqui e porque quer/ou não quer continuar. (texto livre, tão grande quanto o indivíduo achar necessário)

2) Quais as coisas que você poderia fazer para melhorar a sua renda e da sua família, mas ou não sabe como ou falta algum recurso para fazer? Informe a atividade e se for o caso, o que você já tem e o que precisa;

3) Você pensa que algum curso ou orientação poderia ajudar você a melhorar sua renda e da sua família? O que você gostaria de saber que não sabe hoje? Qual a forma ideal para informação chegar até você ( página da internet ou arquivo para ser lido no celular/computador, em livro/apostila, aulas téoricas, aulas práticas, orientação individual,?

4) O que você acha que você poderia fazer para melhorar as condições da sua vida e da sua família? outros aspectos que não a renda

5) Você estaria disposto a participar de algum curso e/ou associação que ajudasse você e sua família a gerar mais renda?

6) Quantas horas você trabalha por semana em média em atividades que geram renda? Tem interesse em conhecer novas atividades que poderiam gerar mais renda com o mesmo tempo de trabalho, ou se você tiver poucas atividades remuneradas, que aumentem o número de horas trabalhadas na semana?

7) O que poderia acontecer perto de onde você mora que poderia ajudar a melhorar as condições da sua vida e da sua família?

8) O que você está disposto(a) a fazer para que essa mudança na sua região aconteça? (ex: contribuir monetariamente, trabalhar de forma remunerada, trabalhar de forma não remunerada, escolher melhor os candidatos na próxima eleição, participar de reuniões com outras pessoas interessadas em encontrar soluções para o problema, ou o que você imaginar)

Os dados seriam registrados em papel ou diretamente em forma eletrônica, quando possível,

Contextualização Didática:

Playlist para sentir a situação atual: Teatro dos Vampiros (ilustra o cinismo social -reclama de tudo, mas no final não tem pena de ninguém)
Índios (se mostra esperançoso e até ingênuo, mas não chora no final, e sem emoção, não há ação) Andrea Doria - Legião Urbana (a ambição levou ao sucesso material mas também à indiferença) Ouro de Tolo - Raul Seixas ( a letra dispensa explicação) 3ª do Plural - Engenheiros do Hawaii (mostra que no contexto atual o jogo está marcado e ganho, Como reflexão, devemos buscar alternativas) Simples de Coração - Engenheiros do Hawai Desconstrução - Thiago Iorc - Auto explicativa Corrida dos Ratos - Animação The Scientist - ColdPlay - Tradução em https://www.vagalume.com.br/coldplay/the-scientist-traducao.html

A primeira pergunta estabelece no 'mapa no tempo', levando à autoreflexão do caminho percorrido até aqui.
Playlist : Marvin - Titãs - (ilustra a história e falta de esperança do público alvo), De onde vem a calma (mostra a paz e o conformismo de uma fé sem ação) , Relicário - Cássia Eller e Nando Reis (demonstra a futilidade de ficar preso a um passado sem futuro, o indivíduo deve avaliar o seu passado e o que deve deixar para ter um futuro diferente)

As perguntas 2 a 6 induzem o indivíduo a pensar em ações onde ele tem interesse imediato, na sua vida e da sua família que ele pode resolver como ator. Definem o mapa imediato, de 6 meses a 5 anos - Playlist Lanterna dos Afogados (mostra que há ajuda possível) O velho e o moço - Los Hermanos (mostra as condições de aceitar ajuda - a escolha tem que ser do indivíduo), Além do que se vê - Los Hermanos (no inicio, ele a convence que ele tem mais potencial do que aparenta, e história vai mostrando a dedicação e finalmente a realização na construção de um lar melhor) Malandragem - Cássia Eller (é preciso deixar de acreditar no príncipe encantado e tomar as rédeas da própria vida, e aprender a amar primeiro a si mesma, deixar ou equilibrar as relações tóxicas) , Segundo Sol - Cássia Eller (conta metaforicamente a chegada um filho, no sistema solar do eu lírico em que o par romântico é o primeiro sol, e ao saber da notícia ele promete que o telefone irá tocar na nova casa, significando que ele fará todo o possível para dar conforto e principalmente atenção. A chegada do filho realinha a órbita dos planetas, ou seja outras prioridades, e destruindo com a sombra o exemplar de um outro cometa, é uma promessa de fidelidade) - Romance ideal - Paralamas (esperar que alguém lhe traga a felicidade é pedir para enlouquecer) Saber Amar - Paralamas (Não se deve acreditar em alguém abusivo, que diz te amar) O amor não sabe esperar - Paralamas (não acredite nas promessas de alguém que não está ao seu lado de fato) Me liga - Paralamas (se você quer, porque você mesmo não liga?, Aja.)

A sétima pergunta o leva a refletir sobre o impacto do ambiente sobre a sua situação e a oitava pergunta o chama à responsabilidade como ator central das mudanças desejadas. Estabelecem o mapa de longo prazo, de 2 a 20 anos.

Playlist Música Tema : Metal Contra as Nuvens - Legião Urbana. (há uma estrada longa cheia de percalços, mas temos valor e resiliência, e esperança ao final), Conversa de botas batidas - Los Hermanos - (um amor/lar que merece ser vivido teve ter o seu lugar, então é preciso criar um ambiente adequado no entorno) - Depois de Nós - Engenheiros do Hawaii (devemos nos preocupar em construir um ambiente melhor para nossos filhos) - Resposta - Skank (também demonstra a futilidade de esperar por algo que não muda). Em Meu Erro, de Paralamas, há o reconhecimento dos erros e ação. Vem andar comigo - Jota Quest, dispensa interpretação. Dia Especial - Thiago Iorc - dispensa interpretação. Felicidade - Marcelo Jeneci - dispensa interpretação. Piloto Automático - Supercombo - dispensa interpretação. Me Espera - Thiago Iorc e Sandy - Mostra que quando há dificuldades, existe a necessidade de apoio mútuo. Wall-E - Animação (la vita é adesso Renato Russo Tradução)[https://www.letras.mus.br/renato-russo/96524/traducao.html] Nothing else matters - Metálica Tradução - https://www.vagalume.com.br/apocalyptica/nothing-else-matters-traducao.html Até o fim - Engenheiros do Hawaii - dispensa interpretação. Transmissão de Pensamento - Melim - boa vibe para objetivos em comum

Esse processo é individual, mas ao agregarmos os dados e identificarmos padrões, podemos caracterizar grupos distintos que precisam de conhecimentos e recursos distintos para alcançar sua autonomia.

Em termos matemáticos, para estimar/simular o tempo necessário para o indivíduo realmente sair da condição de vulnerabilidade, temos que considerar

Tr = (tempo de disponibilização e absorção do conhecimento diferencial necessário) e/ou (tempo da disponibilização do recursos adicionais ), e\ou (tempo para alteração das condições do ambiente, por apoio externo e\ou apoio coletivo)

mas podemos estimar que a) disponibização e absorção do conhecimento diferencial necessário e b) disponibilização dos recursos adicionais quando sem a presença de c) alterações das condições do ambiente externo, são processos mais rápidos, ou seja, vislumbramos que o indivíduo está próximo de resolver sua vulnerabilidade do que aquele que depende de alterações no ambiente, porque depende de ações coletivas.

Eventualmente, ações coletivas e alterações nas condições do ambiente poderão vir a ser indispensáveis em certos casos, mas o processo efetivamente será mais longo.

Como consequência, ao construir o mapa falado e a partir dele, desenhar a jornada para a autonomia, devemos induzir o indivíduo sempre a priorizar aquilo que ele pode fazer, a partir do conhecimento adicional necessário e recursos adicionais (se você tivesse o conhecimento e o recurso, o que faria?), ao invés de depender psicologicamente de uma alteração no ambiente. Ao contrário, induzir a perceber que as alterações no ambiente dependem de fato, das ações dele.

Por fim, chegamos à definição de autonomia. O indivíduo, ou grupo autonômo, é aquele capaz de olhar o ambiente, fazer um diagnóstico, propor soluções, angariar recursos (e não apenas captar) , implementar as soluções e iniciar um novo ciclo.

O resultado final não é um apenas um indivíduo que eventualmente multiplicou a sua renda e melhorou as condições da sua família, mas alguém capaz de lidar com o ambiente desfavorável e encontrar um caminho entre as pedras para manter uma boa qualidade de vida. Isso é infinitamente mais sustentável.

E no processo, não há outro caminho que a construção das soluções possíveis a partir da (alteração da ) percepção individual. É uma combinação de apoio psicológico e metodológico, com o apoio prático para encontrar os conhecimentos e recursos que ele precisa para cada problema.

É mais complicado de implementar? Talvez. Dará melhores resultados? Tenho estudos de casos que dizem que sim.

Eventualmente será necessário ação coletiva? Certamente, mas ela só é eficaz quando o indivíduo percebe os limites da sua própria atuação e está disposto a oferecer sua parcela de contribuição para obter resultados que ampliem sua autonomia.

O desenvolvimento 'regional' é decorrência do desenvolvimento individual, atuando periodicamente nesse processo.

"Não espere por vida sem problemas - disse o Panda - Isso não existe. Em vez disso, torça por uma vida cheia de problemas pequenos"

Mas se o seu problema é grande, divida-o em problemas pequenos e organize-0 em um projeto.

"A felicidade está em RESOLVER problemas. Assim, a felicidade e´uma forma de ação, e não algo que você recebe de forma passiva. Ela não surge quando você finalmente ganha o suficiente para construir mais um cômodo na sua casa; Felicidade é um exercício constante, porque resolver problemas é um exercício constante, as soluções para os problemas de hoje serão a base dos problemas de amanhã. A verdadeira felicidade só se dá quando você descobre quais problemas você gosta de ter e de resolver".

Ao substituir felicidade por autonomia na citação acima, o raciocínio continua válido.

As citações são de "A arte sutil de ligar o foda-se" de Mark Manson.